Olá pessoal tudo bem?
Para quem tem filhos sabe o que é passar por situações de “mãe quero isso” ou “mãe compra aquilo. Crianças agem como crianças e é perfeitamente normal elas querem que os pais comprem algo de vez em quando (ou quase sempre). Mas como pais devemos ter muito cuidado com os exageros. Precisamos educar nossos filhos financeiramente. É extremamente importante lhes ensinar-mos a autodisciplina.
Estamos expostos a todo o tipo de estímulos publicitários diariamente, e as nossas crianças ficam mais propensas a ter um comportamento consumista, o que as prejudica agora na infância e prejudicrá mais ainda na vida adulta. Isso gera “sentimentos de necessidades”, algo que pareçe ser essencial quando não é.

bebe_publicidad

O exemplo começa em casa. Quando meus filhos me pedem brinquedos ou algo que no momento eu vejo que não é necessário, eu não compro! Explico-lhes que isso não é uma necessidade e que agora a mamã não irá comprar aquilo. Seus filhos precisam aprender a ouvir NÃO.

E por favor mãe (pai) não “encha” seu filho de brinquedos. Restrinja o numero de brinquedos com que ele tem de se preocupar. Pois quando a criança tem muitos brinquedos, fica impossível ver cada um como algo de valor. Eles pensam “as coisas veêm tão fácil”!!! Ajude-o a se esforçar para ter algo, pois quando ele compreender o esforço necessário para se adquirir algo saberá dar mais valor ás coisas.

Deus prometeu-nos suprir todas as nossas necessidades e não todas as nossas vontades.

Aqui estão algumas sugestões para voçê não educar um filho consumista:

  • Analise juntamente com seus filhos as mensagens, valores ocultos e a manipulação que estão por trás das publicidades. Mostre-lhes o quantos as pessoas estão vivendo de aparências querendo possuir coisas e mais coisas. Converse com o seu filhos como a simplicidade traz liberdade.
    Modere, diminua o tempo que eles gastam em frente á televisão e computador. Já reparou na quantidade de publicidade que passa num canal de Cartoons ?!? Não passa somente publicidade para crianças mas também para adultos. Incrível!

“Nesses primeiros anos [de existência] a criança formará um vasto repertório da ações e ideias que formarão o que ela conhece sobre a vida. Se exposta constantemente à mensagem de incentivo ao consumo, essa mensagem passará a fazer parte de seu repertório”, explica especialista.

  • Ensine a seu filho a ofertar. Seja na igreja, seja na sua comunidade ou como nós fazemos, em missões. Mostre as necessidades de alguma pessoas  ao redor do mundo, de pessoas proximas e até mesmo as que sofrem perseguição religiosa.
    No quarto de meus filhos colocámos um mapa de preseguição religiosa e todos os dias oramos por eles. Isso faz eles perceberem o quanto são abençoados por ter um lar, liberdade religiosa e suas necessidades supridas diariamente pelo Senhor.
  • Picture2Faça uma “limpeza”
    Eu costumo fazer “a limpeza” de tempos em tempos. Doamos roupa, brinquedos e outras coisitas mais, e eu sempre enfatizo que estamos ofertando aos nossos irmãos que estão passando por dificuldades. Nosso filhos precisam de exemplos da própria casa.
  • Valorize o tempo em familia. Mostre o quanto é importante a família passar um tempo de qualidade juntos. Assim eles darão valor ao que mais é importante.
  • Ensine-os de onde vem o seu dinheiro e do pai. Como é necessário trabalhar para recêbe-lo.
  • E finalmente, seja o exemplo!

Não compense afeto com presentes. Muitos pais estão ausentes e tentam “compensar” seus filhos com presentes. Isso não é educar.
Peça orientação ao Senhor, e Ele lhe ajudará a educar seus filhos segundo a palavra de Deus.

Que todas estas palavras que hoje lhe ordeno estejam em seu coração. Ensine-as com persistência a seus filhos. Converse sobre elas quando estiver sentado em casa, quando estiver andando pelo caminho, quando se deitar e quando se levantar.

Deuteronômio 6:6-7 

Logo1